O Observatório da APS: Dados, análises, pesquisas e informações sobre saúde no Brasil

Com o objetivo de contribuir com a geração de conhecimento e o compartilhamento de informação com o público em geral, bem como apresentar diagnósticos sobre temas e influenciar a criação e o monitoramento de políticas públicas de saúde, a Umane desenvolveu o Observatório da Atenção Primária à Saúde

A plataforma online é gratuita e, além reunir dados sobre a saúde pública no Brasil, conta com uma extensa biblioteca de documentos e produções sobre os temas foco de atuação da organização – promoção à saúde e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), fatores de risco modificáveis e Atenção Primária à Saúde (APS). 

Lançado em dezembro de 2021, o Observatório da APS foi desenvolvido para que qualquer pessoa possa acessar dados do Ministério da Saúde e de outras bases de dados públicas de maneira amigável, ágil e fácil. Ele inova ao agrupar e organizar esses dados com uma visualização simples e intuitiva, divididos por Temas, Municípios e Estados

Em Temas, o usuário tem acesso a uma variedade de filtros e maior possibilidade de customizar os indicadores; já em Municípios e Estados, além de navegar por vários indicadores, é possível fazer comparações com outro município, outro estado ou com os dados do Brasil. 

Erika Lopes, especialista em Monitoramento e Avaliação da Umane e responsável pela ideação e gestão do projeto, reforça que o objetivo é contribuir para o acesso às informações de saúde no Brasil.

Atualmente, o Observatório da APS trabalha com 16 bases de dados diferentes, entre elas o Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e de Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), o SIA (Sistema de Informações Ambulatoriais), o SIH (Sistema de Informações Hospitalares), o SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade) e o SINASC ( Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos).

Ao ser questionada sobre a diferença entre o Observatório e as outras plataformas de dados de saúde atuais, Erika aponta que “O Observatório foi pensado para permitir um acesso fácil e amigável aos seus usuários, assim como permitir aprofundamento e personalização das análises. As consultas de dados permitem a utilização de filtros, visualizações com base em recortes, comparações entre territórios. As consultas de documentos da Biblioteca permitem a utilização de inúmeros filtros que possibilitam acesso aos documentos específicos para a realização da análise desejada. Isso facilita o acesso aos jornalistas, acadêmicos do setor e ao público em geral.”

Diagnóstico por temas:

O diagnóstico por temas permite que o usuário navegue por um ou mais indicadores de um determinado tema e visualize os Dados Atuais, Histórico, Mapa e Ranking.  Os 4 macrotemas se dividem em outros três ou mais temas abaixo:

Dados Socioeconômicos:

Condições Crônicas Priorizadas:

Fatores de Risco Modificáveis:

Atenção Primária à Saúde:

Diagnóstico por Municípios e Estados:

Os Diagnósticos por Municípios e Estados permitem visualizar vários indicadores para um mesmo território em um Quadro Resumo, Dados Atuais, Histórico e Mapas a partir da seleção de um município ou estado. 

Como se beneficiar do Observatório da APS:

Gestores:

Os gestores de saúde podem utilizar a plataforma para identificação ou acompanhamento de um problema/ desafio para atuação, seja a partir do estudo de um tema ou a partir do estudo de um território. A ideia é que as informações possam subsidiar políticas públicas de saúde e tomadas de decisão. 

Pesquisadores da área da saúde:

Para pesquisadores, o Observatório funciona como um espaço de acesso a dados, documentos científicos e outros materiais de consulta, além de permitir comparações e o download de informações que podem orientar e compor pesquisas, trabalhos, teses e dissertações.

Jornalistas:

Por fim, os jornalistas podem utilizar a plataforma como fonte para notícias sobre saúde e para se aprofundar em um tema e, assim, se informar e informar a população de maneira rápida e confiável.

Biblioteca Observatório da APS:

A Biblioteca do Observatório, lançada em abril de 2023, dá continuidade ao objetivo de fortalecer a geração de conhecimento ao armazenar um conjunto de informações sobre prevenção de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), fatores de risco modificáveis e Atenção Primária à Saúde (APS), como:

Blog Observatório da APS:

O Observatório possui um blog para facilitar análises possíveis a partir do uso de fontes e dados da plataforma. A produção é mensal e consiste na publicação de conteúdos informativos e analíticos, de fácil leitura e entendimento sobre os temas foco.

Confira os últimos conteúdos publicados:

Siga a Umane no Instagram e no LinkedIn e fique por dentro das novidades do Observatório da APS.

ARTIGOS RELACIONADOS