Programa de Fortalecimento da APS

Edital Atenção Primária à Saúde no Norte e Nordeste

O Juntos pela Saúde é uma iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), gerida pela equipe do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS) e lança o presente Edital em parceria com a Umane.

O Edital destinará R$ 20 milhões para projetos de Atenção Primária à Saúde (APS) do Sistema Único de Saúde (SUS) em municípios do Norte e Nordeste do Brasil.

Os projetos submetidos devem apresentar soluções fundamentadas nos princípios das Redes de Atenção à Saúde, com potencial para impactar positivamente os processos da Atenção Primária à Saúde (APS). Além disso, as propostas devem integrar de maneira eficiente o uso de dados, novas tecnologias, saúde digital e inovação.

Precisam, ainda, ter conclusão prevista até junho de 2026 e podem solicitar apoio financeiro igual ou maior ao valor mínimo individual de R$ 2 milhões. Entre os itens financiáveis estão investimentos fixos, como obras civis, instalações, aquisição de máquinas e equipamentos nacionais (credenciados na linha BNDES Finame), limitados a 20% do valor total da proposta, além de capacitação e treinamento.

Os proponentes precisam ser organizações de direito privado sem fins lucrativos, sediadas no país, com finalidade institucional compatível com os objetivos da iniciativa, e os projetos propostos precisam trabalhar diretamente com os órgãos ou instituições prestadoras de serviços de saúde do SUS para implementar as suas soluções e ter sua anuência prévia

Para participar, os interessados em apresentar propostas devem ler as regras e disposições gerais do Edital e submeter seus projetos por meio de formulário disponibilizado nesta plataforma, até o dia 10 de março de 2024, prazo final da chamada.

O resultado será divulgado no site do Juntos pela Saúde, em junho de 2024.

Resultado:

Espera-se que as propostas estejam centradas na prevenção e promoção à saúde, abordando a qualificação das linhas de cuidado na Atenção Primária à Saúde (APS), especialmente em doenças crônicas e saúde materno-infantil. Além disso, busca-se ampliar o acesso aos serviços de saúde, organizando a carteira de serviços na APS, e promover um sistema de saúde proativo, considerando critérios epidemiológicos e a situação de saúde da população local. A articulação entre os níveis de atenção à saúde, a melhoria do acesso e qualidade na APS, iniciativas inovadoras na gestão do trabalho, otimização do uso de dados para decisões e soluções de monitoramento remoto compatíveis com os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) também são aspectos destacados para a abordagem dos projetos propostos.

Território de atuação
Municípios selecionados das regiões Norte e Nordeste.
Saiba mais aqui

Público beneficiado
Usuários, gestores do SUS e população

parceiros da iniciativa

Iniciativa
Parceiro na Gestão Operacional